Cipriano Dourado - Sem Título

COMPRAR

 

 

 

Biografia em baixo

Cipriano Dourado

Cipriano Dourado destacou-se como artista plástico através da gravura e da aguarela.

Nasceu em Penhascoso, Mação, em 1921. Começou a trabalhar muito jovem, como desenhador-litógrafo, mas o seu talento e vocação para as artes plásticas levaram-no a sonhar mais alto. Assim, anos mais tarde, frequentou a Sociedade Nacional de Belas Artes em Lisboa, como aluno do curso nocturno.

A mulher e a terra são as temáticas mais recorrentes da sua obra, que se enquadra claramente no movimento estético neo-realista.

"A sua arte, no início marcada por acentuados valores líricos, numa figuração leve, evoluiu para expressões mais livres dentro de formas abstractizantes". (Manuel Alves de Oliveira, 1990)

Desde 1947 foi participante assíduo das Exposições Gerais de Artes Plásticas.

Em 1953, juntamente com Júlio Pomar, Rogério Ribeiro, António Alfredo e Alves Redol participou numa experiência colectiva, que ficou conhecida como Ciclo do Arroz.

Em 1957 esteve presente na Bienal de Gravura de Tóquio.

Leccionou na Escola de Artes Decorativas António Arroio.

Morreu em Lisboa, em 1981.

Cipriano Dourado encontra-se representado no Museu de Arte Contemporânea e no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.